quarta-feira, 9 de abril de 2014

Comentário acerca do Filme Noé (NOAH) - que ainda nem vi.




Bom!! Eu Ainda não vi, mas em virtude da grande repercussão negativa acerca do filme de "ficção" "baseado" na história para os cristãos e mito para os não-cristãos de Noé, venho também dar minha humilde opinião. Alguns evangélicos que se acham donos das mentes de seus seguidores estão aconselhando que não vejam o filme em virtude de acharem haver incoerência com o relato bíblico. Em primeiro lugar não vai ser cantor gospel que não dar nem uma mensagem em seu show e num faz nenhuma ministração como Fernanda Brum nem outro qualquer pastorzinho de meia tigela que vai me dizer o que devo ou não assistir, sou livre em Cristo e tenho razão suficiente para separar bênção de maldição. em segundo lugar o filme em nenhum momento foi idealizado com o fim de fazer apologia judaico-cristã, mas trata-se de uma obra de ficção que baseia-se no conto épico da Arca de Noé. Em terceiro lugar, em tempos de secularismo devemos prestigiar os poucos que se colocam a construir uma produção com bases bíblicas. Com boa intenção ou não a história é sempre inspiradora e digna de reverência, pois faz parte de uma das mais grandiosas narrativas bíblicas. Coerência ou não, todos nós temos um lado herege. Jesus disse "quem não é contra mim, é por mim". O cinema é a arte das artes, junção de fotografia, música, imagem, pintura, som, etc. Um excelente arma ideológica de massas e porque também não dizer evangelizadora. Talvez esses cristãos sentimentalistas estivessem esperando uma enxurrada de cenas emocionantes que fizessem a todos chorar, como o fizera o "Jesus" de Mel Gibson. Por fim, queira dizer mais, porém não acredito ser conveniente, pois para mim já basta poder ver uma produção que relate um fato bíblico ainda que não concorde com algumas coisas de seus idealizadores, é preciso diferenciar, portanto, a arte comercial da doutrina cristã e enaltecer aquilo que de bom possa ser retirado da obra.Geralmente filmes ou eventos religiosos tendem a levantar polêmica, e, isso também faz parte do marketing e do jogo de mercado. Cabe a nós cristãos continuar pregando a Cristo, e este crucificado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

cutus