sábado, 25 de outubro de 2014

Sobre o Movimento, o Tempo e o Espaço



Sobre o Movimento, o Tempo e o Espaço

          Para Immanuel Kant, Tempo e Espaço são as únicas intuições que possibilitam as nossas noções internas e externas. No caso do tempo, principalmente, podemos "perceber" a representação de nossa consciência interna, como nos possibilita fazer referência às alterações exteriores. No caso do Espaço, podemos referir ao mundo externo, especialmente quando despojamos os objetos  de todas as suas qualidades possíveis de serem nomeadas, restando assim, portanto apenas aquele lugar que o ente ocupa, ou seja, o espaço. 
         Porém, para mim, não pode haver em nós nenhuma ideia de tempo ou de espaço sem que antes tenhamos a percepção do movimento. Logo, a noção de que algo passa só pode ocorrer se antes temos a experiência de que algo está se movimentando.
          Disso suscitamos algumas questões que pretendemos discorrer da maneira mais simples e clara possível:

1. Se no movimento está a causalidade do tempo e do espaço, qual seria então a causa do movimento?
2.  Se o movimento se move sempre em tudo ou se há algo estático e atemporal?
3. É possível haver movimento no nada? Consequentemente é possível haver algum tempo no nada?

          Estas são perguntas preliminares que carecem respostas. A revisão destes conceitos poderá abrir novos caminhos para um avanço considerável na filosofia, uma vez que esta, não é outra coisa senão a reavaliação dos conceitos na busca de novas determinações.

Davi Gadelha Pereira
em 25/10/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

cutus